Encontra-se patente na escola EBI de Ínsua e até ao dia 6 de janeiro de 2020 a exposição com os trabalhos do concurso de presépios, promovido pelo Grupo de EMRC.
A iniciativa tem como objetivos: sensibilizar os alunos para o verdadeiro espírito de Natal; promover e valorizar o património histórico e cultural da nossa sociedade; desenvolver o espírito ecológico; transmitir os valores da partilha e da entreajuda; estimular a imaginação e a criatividade.
Este ano os trabalhos a concurso, elaborados pelos alunos do 1° e 2° ciclos do agrupamento, primaram pelo estilo minimalista e pela elevada qualidade estética e artística.
Após análise dos presépios concorrentes pelo júri do concurso, e tendo em conta os requisitos indicados no regulamento, foram apurados os seguintes vencedores, que serão premiados com material escolar:
1º. Classificado – Mariana Resende, do 2º A
2.º Classificado – Maria Gomes Correia, do 3º A
3.º Classificado – Álvaro Simão, do 4.º B
O grupo de EMRC agradece e reconhece a todos os participantes no concurso o seu contributo e dedicação.
O presépio é assim um símbolo do significado mais profundo do Natal, o nascimento do menino em Belém, um dos marcos mais importantes do calendário cristão. Sendo uma representação singela do nascimento de Cristo, carrega o significado da humildade e da grandiosidade do momento.
Nestes dias importa recordar as palavras do Papa Francisco: “às vezes o mundo parece ter medo de lembrar o que é realmente o Natal, e cancela os sinais cristãos para manter apenas os de um imaginário banal, comercial”.
Recordando que o Natal é a festa da família, esperamos que todos vivenciem a paz e o amor que nos são transmitidos pelo presépio.

 Agostinho Santos, professor de EMRC